Guará – Cunha – Ubatuba / Parte I

O post a seguir, dividido em três partes, narra a cicloviagem que fiz passando por um trecho da Estrada Real que sai de Diamantina/ MG e vai até Paraty (caminho velho) ou Rio de Janeiro (caminho novo). O trecho escolhido foi o que leva até a cidade de Paraty/ RJ.

A ideia era sair de Guaratinguetá, pedalar até Cunha e depois Ubatuba, passando antes pela cidade de Paraty.

Resolvi estrear nessa viagem minha GT Talera, bike de cr-mo dos anos 90 na qual fiz algumas adaptações simples, como a colocação de um bagageiro dianteiro, e um guidão Butterfly, dífícil de regular mas muito confortável na estrada. Esses guidões possuem diversas formas de pegada, algo muito importante quando se pedala por longos trechos e se faz necessária a movimentação das mãos para se evitar a dor  e também o desconforto na postura.

Logo que começei a organizar toda a tralha na magrela, vi que meus alforges de 35l não seriam suficientes e mesmo com itens mais volumosos na frente, ainda tive que improvisar uma mochila por cima dos alforges traseiros. Nada que uns elásticos não resolvam.

GT Talera carregada saindo de Guará...

GT Talera carregada saindo de Guará…

Peguei o ônibus na Rodoviária Tietê em SP rumo a Guaratinguetá, numa manhã de segunda-feira fria de junho. Cheguei na cidade por volta das 10h da manhã e após descarregar toda a minha muamba, começei o ritual de montar a magrela e alforges, para o deleite dos curiosos. Começei a pedalada rumo a Cunha por volta das 11h, pegando a SP-171, Rodovia Paulo Virgínio. A estrada começa em um trevo bem próximo a rodoviária, seguindo as placas não tem como se perder. A rodovia estava em ótimas condições, bem sinalizada e com acostamento. Fiz esse trecho num dia de semana e conversando com um morador que pedalava também pelo acostamento, fiquei sabendo que eram os melhores dias, pois a estrada ficava pouca movimentada. Mas antes de chegar em Cunha, teria uma bela serra pela frente…

Alt_guara_camping

Tudo que sobe, um dia tem que descer…

Pelo registro acima dá pra ter uma ideia das belas subidas (e descidas idem) que se encontra pelo caminho.

Optei pelo kit barraca+isolante+saco de dormir e foi uma boa escolha. Pesquisando pela net, descobri o camping ChacraZen em Cunha, talvez o único por aquelas bandas. Como a viagem seria no inverno e vi que a temperatura na região beirava fácil a casa dos 10º, improvisei um Liner, uma espécie de segundo saco de dormir, só que mais fino. O liner vai por dentro do SD e tem a função de aumentar a temperatura. Comprei um tecido chamado velboa e depois de uma visita a costureira, estava pronto meu liner caseiro. Ficou com cerca de 600gr, mais pesados que os liners encontrados no mercado, só que umas 10x mais barato também!

Essa famosa serra que leva para Cunha, saindo de Guaratinguetá, possui paisagens belíssimas. Vale a pena o esforço das subidas, quando nos damos conta do incrível lugar que nos cerca. Aproveite a vista e pedale sem pressa. Existem poucos restaurantes pela estrada e longos trechos sem casas ou comércio. Leve bastante água, se alimente com regularidade e uso protetor, pois o sol lhe fará uma bela companhia pelo caminho.

IMG01270

Com essa vista, não há como não parar para descansar…

Nos trechos de serra, o acostamento cedo lugar a uma faixa extra para quem sobe. Por ser num dia de semana, o transito estava bem tranquilo e com poucos caminhões na estrada. Aproveitei para usar pela primeira vez um retrovisor e a única coisa que posso dizer é que já devia ter usado isso antes! É uma mão na roda poder avistar os veículos com uma boa antecedência, sem ter que virar a cabeça ou fazer qualquer malabarismo em cima da magrela pesada. Já próximo a Cunha, as subidas ficam ainda mais ingremes (vide gráfico), e descer da bike e empurrar se torna quase que uma obrigação, quando se leva muito peso.

IMG01271

IMG01276_edit

IMG01275

Foto clássica…

Depois de 4h de pedal, aproximadamente, cheguei ao Camping ChacraZen. Local simples, porém, incrivelmente aconchegante. Os irmãos Deva e Nirav, que cuidam do local, são muito boa gente. Ficaria apenas um dia mas acabei ficando dois, pois gostei muito do lugar e seria perfeito para descansar e conhecer um pouco mais a região. Fim do primeiro dia de pedal.

IMG01292

Camping ChacraZen, em Cunha/ SP.

  1. No trackbacks yet.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: